Feliz 2014!

unnamed11

 

Planos, objetivos, sonhos. Alguns discretos, outros nem tanto assim, mas todos fazem parte de um universo chamado Janeiro. É nesse mês que todos nós fazemos planos para que o ano seja melhor que o que ficou para trás e desenhamos o “mapa da mina”, onde o baú escondido não tem apenas um tesouro. Lá dentro também tem família, relacionamento, emprego novo, saúde, a busca do corpo perfeito, aquele curso de especialização, entre outros. Porém os que mais me preocupam são aqueles “vou começar a correr”, “vou fazer meus 10km abaixo de 35 minutos”, “minha primeira maratona será esse ano” “se eu já corro 10km esse ano farei uma meia maratona”, enfim uma quantidade de sonhos movidos pelo empurrãozinho nem sempre amigo de alguém ou das mídias sociais carregadas de falsas motivações e informações cientificamente pobres.

Estou te desanimando? Não, estou apenas alertando e informando do perigoso plano de fundo em traçar objetivos que não dependem unicamente da sua vontade. Se preocupar é importante, mas não é o suficiente, por isso não me omitirei aos erros cometidos na preparação e na conduta que possa te levar a realizar os seus sonhos na corrida. Por isso estarei quinzenalmente trazendo dicas, informações, modelos de treinos para quem já corre e para quem está iniciando na corrida, tirando dúvidas técnicas, tipos de calçado, onde correr, o que vestir, quais as melhores provas, fortalecimento muscular voltado a corrida, exercícios que podem ser feitos em casa e que muito ajudam, informações sobre lesões e como evitá-las.

Chega de papo, vamos “correr” atrás dos sonhos? A primeira informação importante serve tanto para quem já corre e busca melhores tempos e distancias maiores como para quem quer começar a correr. Sou rápido, sou resistente, sou obeso, hipertenso, tenho diabetes, já corro há 15 anos, sou saudável, tenho lesão. Você se encaixando ou não em alguns dos grupos citados, independente de cor, raça, sexo ou religião. A corrida é democrática mas não pode ser tratada com irresponsabilidade, por isso deverá antes dos primeiros treinos fazer um check-up médico com exame cardiológico, se possível um ergoespirométrico. Não tenha medo do diagnóstico, seja lá você saudável ou com alguma patologia a corrida terá um espaço e uma modalidade que você será bem-vindo. Essa conduta deixará tanto vocês mais tranquilos quanto a nós, profissionais especialistas em corridas.

Além de falarmos a mesma língua quando o assunto for prescrição do treinamento correto. Estamos conversados? Na próxima publicação, espero que você já esteja de posse dos seus resultados médicos. Vamos falar de como iniciar a corrida com o pé direito.

Espero que juntos neste ano possamos dar a volta ao mundo somando os seus quilômetros e seus sonhos aos meus! Estou torcendo por você!

Até breve,

Marcelo Avelar